Posts Tagged ‘saber mais’

Amor, paixão, casamento: é possível sentir-se encantado pela mesma pessoa por décadas?

Você já se imaginou vivendo 10, 20 ou 50 anos com a mesma pessoa? Sentindo sempre o mesmo prazer em sua companhia, o mesmo conforto em seus braços? Se a perspectiva parece interessante, agradeça ao seu cérebro (e se não lhe agrada, a culpa é dele, também). De certa forma, é curioso que laços afetivos fortes, como os amorosos, sejam tão importantes para nossa espécie. Tecnicamente, viver em sociedade, ou mesmo em pares, não é obrigatório para a sobrevivência de nenhum animal – vide tantos mamíferos, aves e outros bichos que procuram um par somente para o acasalamento e imediatamente depois seguem cada um o seu caminho.

Se gostamos de formar pares a ponto de investir boa parte de nossa energia, tempo e esforços cognitivos em convencer um belo exemplar do sexo interessante de que nós somos a pessoa mais sensacional e desejável na face da Terra, é porque o sistema cerebral humano, como o de outros animais sociais, é capaz de atribuir um valor positivo incrível à companhia alheia. Isso é função do sistema de recompensa, conjunto de estruturas no centro do cérebro especializadas em detectar quando algo interessante acontece, premiar-nos com uma sensação física inconfundível de prazer e satisfação e ainda associar esse prazer com o que levou a ele – o que pode ser uma ação, uma situação, um objeto ou… alguém.

Conforme o prazer se repete na companhia dessa pessoa, o valor positivo que atribuímos a ela é reforçado (enquanto torcemos para que o mesmo aconteça no cérebro dela, associando um valor cada vez mais positivo à nossa própria companhia, claro). É o que fazemos no período de namoro, quando conversas interessantes, passeios agradáveis, boa música, boa comida e carinho oferecem prazeres que vão sendo associados à companhia do outro. Se rola sexo, então, melhor ainda: o prazer do orgasmo funciona como uma cola extraordinária para o sistema de recompensa, que atribui (corretamente!) a satisfação incrível àquela pessoa específica (mas é verdade que isso não funciona tão bem em alguns cérebros…).

Com a repetição, o sistema de recompensa vai aprendendo a ficar ativado não apenas em resposta, mas também em antecipação à presença daquela pessoa. Esse prazer antecipado é a motivação, que nos dá forças para alterar compromissos, abrir espaço na agenda e ficar acordado madrugada adentro. Essa é a paixão, estado de motivação enorme em que se faz tudo em nome de mais tempo na presença do ser amado.

Quando vira amor? Essa questão é complicada, mas existe ao menos uma definição operacional curiosa: passado o ardor da paixão, descobre-se que se ama alguém quando pensar em uma vida sem ela causa angústia sincera e profunda. O amor é esse laço que faz seu cérebro achar que sua felicidade está vinculada à presença e à felicidade do outro e que fazê-lo feliz dá novo sentido à sua vida. Nesse estado, desejar o casamento é apenas natural.

Se é para sempre? Depende de vários fatores, alguns deles fora de nosso alcance, como ser traído (e não apenas sexualmente). A boa notícia da neurociência sobre a longevidade dos relacionamentos amorosos é que eles não estão necessariamente fadados ao esgotamento: é, sim, possível se sentir apaixonado décadas a fio pela mesma pessoa. E não é mero acaso de sorte: você pode fazer sua parte. É uma questão de continuar inventando e descobrindo novos prazeres a dois. Tudo para manter o sistema de recompensa do outro interessado em você…

Formato do batom x personalidade

http://estiloglam.files.wordpress.com/2009/08/personalidade_batons_022.jpg

Desconfiada
Ponta em forma de gota
É o tipo durona. Não chora na frente dos outros e nunca revela seus segredos a ninguém. Por isso, precisa estar sempre atenta as formas de exteriorizar seus sentimentos para não pifar.

Organizada
Ponta afiada
Honesta e boa amante, é daquelas que gosta das coisas planejadas e relacionamentos transparentes. A organização é seu ponto forte: adora deixar as coisas em ordem e, algumas vezes, não se dá conta de que exagera.

Sincera
Ponta plana
Romântica, sincera e leal com os amigos, é capaz de guardar um segredo como poucos. Tímida, muitas vezes nem mesmo tem noção do potencial e, por isso, esconde alguns talentos do resto do mundo.

Amorosa
Ponta em forma de bala
Quieta, delicada, esperta e surpreendente. As vezes, essas qualidades podem ser confundidas, dando a impressão de que é pegajosa. Sabendo disso, costuma enclausurar seus sentimentos e esconder suas qualidades dos outros. Tem um ar meio misterioso, capaz de deixar as pessoas curiosas a seu respeito.

Habilidosa
Duas pontas laterais
Habilidosa e talentosa, é uma dessas pessoas que não consegue ficar parada. Ama a vida e está sempre rodeada de amigos. O que não é problema, pois, em geral, tem o dom de deixar as pessoas a vontade e acaba sendo a anfitriã perfeita. Ainda assim, tem seus momentos de carência e precisa muito do carinho das pessoas que a cercam.

Informada
Torre torta
Uma grande amiga, adora badalações e não perde uma festa. É sempre uma das primeiras pessoas a ficar sabendo de tudo o que acontece com as pessoas que a rodeiam. Mas nem sempre consegue guardar segredos. Atenção para a torre do batom, pois se ela cair, indica crise interior.

Decidida
Ponta de um só lado
Quanto mais fina a ponta, maior a determinação de quem usa o batom. É uma guerreira. Na verdade, é segura, ambiciosa e, talvez por isso, não meça esforços para alcançar o que quer.

Corajosa
Ponta arredondada
Inteligente e glamurosa, é uma pessoa que adora surpresas e todo tipo de mudanças. O que mais a incomoda é a monotonia. Talvez esse seja o principal motivo para que esteja sempre mudando o guarda-roupas, a casa, o namorado…

Leal
Ponta em forma de cadeira
Pessoa brincalhona que vive em busca de aventuras. Faz amizade com facilidade e é uma ótima ouvinte, uma amiga para todas as horas. Entretanto, caso o “encosto” da cadeira fique muito alto, é preciso prestar mais atenção aos sintomas de estresse.

Boazinha
Ponta em diagonal
É uma pessoa do bem e, aos poucos, as pessoas que a rodeiam se dão conta disso. Algumas vezes dá a impressão de ingenuidade. Caso o batom fique assim até o final, significa que nunca será má. Lembre-se: a bondade é uma qualidade de poucos.

Equilibrada
Ponta em forma de casinha
Muitas pessoas a definem como zen, pois está sempre disposta a experimentar uma nova forma de terapia alternativa. Na verdade, tudo o que procura é o equilíbrio entre mente e corpo. E, no fundo, isso nada mais é que uma maneira de se conhecer melhor.

Misteriosa
Ponta em formato de chapéu
É uma estrategista. Gosta de fazer planos e guardá-los até o último minuto. Entretanto, isso não significa que os insights ficarão apenas no campo das ideias. Pelo contrário, na hora certa, sabe como colocá-los em prática.

 

Tipos de Personalidade

Quem de nós não quer saber mais, buscar mais sobre si? Se quiser tentar , ofereço um atalho para um site que achei muito legal. Repassei para algumas pessoas e todas gostaram. Tomara que seja assim também com você! Boa sorte!

Ah! Não se esqueça de deixar aqui seu comentário. Foi válido ou não?

http://sites.mpc.com.br/negreiros/quiz.html

Como você dorme?

Saber de todas as posições que você adota durante o sono é um pouco difícil, mas aquela que vc adota quando o soninho está quase chegando pode ajudar a saber mais sobre você. Deixo, então, esse esqueminha. Ajudei? Não se esqueça de comentar.

Obrigada!

Quer saber se ele te ama???

Encontrei esse texto no site ” http://www.cabecadehomem.com.br”

Homens dizem na lata: “Eu gosto muito de vc!”. O que vcs fazem que podem nos levar a crer nisso?

Certamente, coisas bem diferentes do que as mulheres fazem. Homens e mulheres expressam o amor (de qualquer tipo e nível) de formas bem diferentes. Enquanto a mulher verbaliza e declara um amor romântico, o homem demonstra esse sentimento através de suas ações. Você precisa aprender a enxergar essas ações e sentir o carinho que elas representam.

Quando o homem gosta de uma mulher, seu instinto natural, aquele que vem muitas vezes sem que sejamos capazes de perceber, é protegê-la. Ele passa, intintivamente, a agir como provedor. Esse é o papel do macho no reino animal e do homem desde a pré-história. Calma. Não sou machista e não acho que o homem deve bancar tudo enquanto a mulher “administra” o lar. Como disse, esse é um processo muito mais instintivo que consciente. Os conceitos de “proteção” e “provisão” ganham um sentido muito mais amplo quando os trazemos para os nossos dias. Afinal, ele não precisa mais caçar para você e seus filhos comerem, nem matar um leão que quer lhe devorar! Essas ações podem ser observadas em sutilizas, como:

  • Te levar pra jantar e pagar a conta (é, ou não é, provisão?)
  • Te levar a algum lugar quando está tarde pra você não ir sozinha (proteção)
  • Comprar presentinhos sem motivo, em geral comida, bombons, doces (provisão)
  • Tentar solucionar os seus problemas (mesmo quando tudo que você queria era colo) (proteção)
  • E por aí vai…

Há muitas outras ações, pequenas e grandes, que demonstram o amor de um homem. Algumas estão relacionadas à necessidade de manter a imagem de “parceiro ideal”:

  • Ele é fiel (vocês não fazem idéia de como isso é difícil às vezes)
  • Cuida mais da aparência (faz a barba, usa perfume, etc)
  • Ele muda a rotina pra passar mais tempo com você
  • Troca a balada de sexta por programas edredom-filme-pipoca
  • Não reclama de assistir novela
  • Apaga os bookmarks (e os cadastros) de sites pornô do computador
  • E muitos outros

Mas há motivos para os homens serem assim. Os homens são cobrados desde muito jovens a se tornarem homens. Separam-se da mãe, para não serem como elas e antagonizam os comportamentos considerados femininos. Não devem demonstrar seus sentimentos, medos e fraquezas. A masculinidade é definida pela separação e, por isso, ameaçada pela intimidade. Demonstrar o sentimento através das ações é, na verdade, a única saída ao homem que não pode fazê-lo através de palavras. O reforço verbal a essas “regras” é muito forte. Frases como: “Homem não chora”, “isso é coisa de veado”, “parece uma mulherzinha”, etc, são repetidas constantemente desde a infância.

Fica difícil, depois de tanto treinamento, adestramento ou castração emocional, querer que o homem evolua e expresse com facilidade suas emoções. Então, antes de entrar em paranóia achando que seu namorado não tá nem aí pra você, observe como ele a trata! Ele cuida de você? Está lá quando você precisa dele? Tenta sempre lhe ajudar? Tenta lhe proteger de perigos físicos e emocionais?

Se sim, ele te ama.

Te ajudei?